NÃO TEMOS MAIS TEMPO PARA PERDER SOFRENDO

image

por Maria Silvia Orlovas

Claro que o sofrimento existe.
Claro que sentimos dor e nos decepcionamos com as coisas e com as pessoas, e às vezes pior ainda, sofremos por nós mesmos, pelos nossos erros. Ok. Faz parte. Temos que reconhecer nossos erros, pois sem reconhecer nossos erros vamos continuar num caminho infeliz.

O autoconhecimento mostra nosso lado escuro, justamente para que façamos contato com a luz. Precisamos desse impulso negativo para desejar a luz. Mas não podemos e não devemos perder tempo sofrendo além de um certo limite.
Temos que entender a hora de parar de sofrer.
Ficar na posição de vítima, mesmo que faça sentido, que o sofrimento seja legítimo, não resolve nenhuma situação.
Depois de encarar a sua dor, de ver os seus motivos e até reconhecer o erro, ou atitude negativa dos outros, o próximo passo é seguir em frente e não fazer um karma prolongando o sofrimento.

Recebi Rosangela exatamente nessa sintonia. Ela estava questionando tudo na vida dela, emprego, casamento, educação dos filhos, e com todo esse peso, é lógico que estava triste, sem forças, e sem esperanças para tocar sua vida. O que era impossível, pois com dois filhos pequenos, e sem uma herança, o que lhe cabia era trabalhar e continuar. Ela disse ter se identificado muito com meus textos e vídeos e por isso me procurou, confidenciou também que não confiava nas pessoas por isso sofria sozinha, o que não estranhei, pois muita gente sofre assim e não são pessoas erradas por que não é fácil mesmo confiar nos outros.

Sempre digo para meus clientes, que nessas horas é bom mesmo procurar uma terapia, pois é muito pesado para um amigo carregar nossas histórias, e nem sempre sabemos se a amizade será para sempre, família também não é boa conselheira porque cada um deve ter sua vida, pois quanto mais falamos da nossa intimidade para alguém próximo podemos até perturbar a pessoa que se nos ama ficará preocupada com nossa história, ou se não tem muita compreensão nos encherá de conselhos que nos aborrecerão.

Rosangela fez comigo a primeira sessão de vidas passadas e logo apareceu uma mulher que vivia em função da família, cuidando de todos e tentando agradar os parentes, primeiro os pais, e depois o marido e a família dele. Fazia isso como uma missão, sem espaço para dizer o que sentia, foi se fechando, porém, sempre se manteve correta, trabalhadora, uma verdadeira heroína do lar, até que o marido vai embora com outra mulher e ela fica totalmente perdida, sem saber o que falar para todos à sua volta. Envergonhada, carregando a situação como se fosse sua responsabilidade, ela retorna para viver com o pai idoso e termina seus dias se recriminando, amargurada.

Naquela época, esse tipo de situação era mais comum do que gostaríamos que fosse, por que a sociedade era machista e sem abertura para uma mulher mostrar seu valor, mas hoje tudo é diferente. Hoje nós mulheres podemos falar o que sentimos, podemos dialogar, trabalhar, sustentar-se, e com isso o peso do casamento foi aliviado. Hoje, podemos escolher nossos parceiros, e escolher ficar ou não numa relação.

Sou completamente a favor do cultivo do amor no núcleo familiar, mas também sou a favor das mulheres, ou dos homens terem consciência da sua luz, do seu direito de escolha, e isso se dá quando temos a coragem e o amor de nos colocar.

Rosangela continuava presa ao velho padrão de se proteger e não falar o que sente, com isso sentia dores pelo corpo e uma terrível sensação de derrota, de impotência.
E você, amigo leitor, o que sente?
Como está sua vida?
Se por acaso olhando para si mesmo, perceber que não está bom, mude, desenvolva-se, invista em você, por que a vida é sua.
Como dizem os Mestres, as pessoas fazem parte do cenário da nossa vida, uma vida que pode ser linda, especial se você souber viver.
Muita luz para você e coragem para fazer as mudanças necessárias para ser feliz!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s