POR QUE QUEM EU QUERO NÃO ME QUER?

image

por Andre Lima

Atendi uma aluna (vou chamá-la de “Ana”, nome fictício) que durante a sessão me relatou que sempre que se interessava por alguém, essa pessoa não demonstrava o mesmo. Perguntei, então, se o inverso ocorria com frequência em sua vida, ou seja, pessoas se interessando e, nesse caso, ela não correspondendo. Respondeu-me que sim. Que era exatamente o que ocorria. “Quem eu quero não me quer, e quem que me quer eu não quero”. Foi o que ela relatou.
Esse tipo de coisa que parece azar, coincidência, má sorte no amor, mas tem raízes emocionais inconscientes, e tem relação total com a nossa autoestima, é o que eu chamo de “jogo da rejeição”. Esse jogo faz a pessoa buscar ou criar situações de rejeição.

E por que alguém faria isso? Racionalmente, todo mundo quer se relacionar bem, amar e ser amado. Entretanto, dependendo do que você vem guardando do passado pode ter algo dentro de você que o faz fugir de relacionamentos saudáveis e buscar relações que tragam sofrimento. E, claro, tudo acontece de forma inconsciente. Os sentimentos de rejeição levam a esse tipo de padrão.

No caso da aluna em questão, ela guardava vários sentimentos de rejeição da infância. Sua mãe dizia que ela não prestava, que ninguém iria gostar dela. O relacionamento dos seus pais era bastante conflituoso e ela cresceu sem receber a atenção que as crianças precisam para se fortalecer, e além disso, recebia muitas críticas.

O resultado disso é que a criança vai desenvolvendo um sentimento de rejeição. A interpretação inconsciente da criança que se sente rejeitada é que tem algo de errado com ela, que ela não é boa o suficiente e que, por isso, não merece receber amor. Se seus pais, que deveriam amá-la de forma incondicional não fazem isso, a criança interpreta equivocadamente que é ela a fonte do problema. Ela não tem o discernimento para entender as dificuldades emocionais dos pais. As crianças tendem a assumir culpas e responsabilidade que não são delas.

Esse sentimento de rejeição cresce e vira uma sombra que controla e influencia muito do que a pessoa sente, pensa e faz. A sombra se comporta como se fosse uma entidade que tem vida própria e ela precisa alimentar seus sentimentos com mais negatividade. Sendo assim, a pessoa é levada a se interessar por quem não se interessa por ela. Isso a faz sentir mais rejeição e alimentar a sombra por consequência.

Então, aquilo que parece ser uma atração, quando a pessoa se liga em alguém que não se interessa por ela é, na verdade, a própria sombra querendo se alimentar de mais rejeição. E a pessoa fica confusa pensando que é atração, amor ou paixão. É o vício em sentir-se rejeitada, uma busca inconsciente por sofrimento.

Sendo assim, faz sentido que sempre que alguém se interessa por Ana, ela não fica atraída pela pessoa. Nesses casos, essas pessoas que demostram gostar dela não vão dar aquilo que ela vem buscando de forma inconsciente, que é o sentimento de rejeição. Por isso Ana repele a pessoa para que o caminho possa ficar livre para uma outra situação onde ela não será correspondida. E quando Ana tenta se relacionar com alguém que se interessou por ela, por já estar cansada de ficar sozinha, nunca consegue se envolver profundamente. E aí fica achando que essa não é a pessoa certa, e fica lembrando do outro que a rejeitou achando que ali estava o seu amor verdadeiro.

O jogo da rejeição é extremamente doloroso e sabotador. A forma de sair dele é melhorando a autoestima. Por falar nisso, criei um teste que você pode acessar no meu site pra avaliar a sua autoestima. O mais importante nesse teste não é a nota final que você vai obter, e sim, a reflexão que cada pergunta vai trazer. E pra melhorar a autoestima, é preciso se libertar dos sentimentos de rejeição que ficaram guardados. Acesse aqui o teste da Autoestima. 

Ana já havia feito terapia convencional por algum tempo. E por isso ela tinha uma boa noção do quanto guardava de rejeição da infância. Entretanto, mesmo sabendo de onde vinham os sentimentos, isso não era o suficiente para melhorar sua autoestima e fazer com que ela mudasse sua forma de sentir, pensar e agir.

Por isso ensinei pra ela a técnica da *EFT (técnica para autolimpeza emocional, baixe o manual gratuito aqui) pra que ela pudesse acessar esses sentimentos e curá-los, de uma forma profunda. Foi também o que fizemos durante o atendimento. Quando curamos esses sentimentos negativos que ficam gravados nas memórias do passado, o sentimento de rejeição começa a ser eliminado. O amor-próprio, que estava encoberto pela negatividade, começa a ser resgatado. E isso se reflete na melhora da autoestima e na diminuição dos processos inconscientes de autossabotagem.

O comportamento também começa a ser afetado de forma positiva. Quando a pessoa passa a se amar verdadeiramente, ela começa a atrair e se interessar por pessoas e relacionamentos mais saudáveis, e deixa de sentir atração por aquelas pessoas que só traziam sofrimento.

*EFT – Emotional Freedom Techniques – Técnica que ensina a desbloquear a energia estagnada nos meridianos, de forma fácil, rápida e extremamente eficaz, proporcionando a cura para questões físicas e emocionais. Você mesmo pode se autoaplicar o método. Para receber manual gratuito da técnica e já começar a se beneficiar, acesse este link

Anúncios

Um pensamento sobre “POR QUE QUEM EU QUERO NÃO ME QUER?

  1. existem todas essas emoções traumaticas e negativas postada neste texto , só lembrando no ” pq quem eu quero nao me quer” cria o “amor platônico” que é criado pela frustaçao de uma rejeiçaõ ou desinteresse do proximo em relaçaõ ao nosso interesse a ele (a) , que logo cria tb o isolamento, o orgulho ferido , etc… um simples sentimento mau resolvido , logo cria uma série de emoções maus resolvidas , isso pq lidar com as emoções dos humanos imaturos é complicado .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s