RAIZES DA FRUSTRAÇÃO

image

Elisabeth Cavalcante

Uma das principais fontes do sofrimento humano é o sentimento de frustração.
Sempre que sentem uma dificuldade de alcançar o que julgam essenciais para a sua felicidade, a maioria dos seres humanos começa a cultivar a frustração e com ela a amargura, o rancor, a ansiedade. E, na sequência, acabam por desenvolver compulsões por comida, bebida, jogo, drogas e outros paliativos nos quais buscam desesperadamente preencher o seu vazio interior.

A frustração acontece principalmente porque fomos ensinados a buscar nas coisas materiais e no sucesso mundano a fonte de nossa realização interior.
Enquanto corremos atrás de metas e objetivos e procuramos corresponder ao padrão que nos foi imposto pelo mundo, esquecemo-nos de olhar atentamente para nosso interior e, consequentemente, não conseguimos descobrir que ali reside a solução para todos os nossos problemas.

Quanto mais colocarmos no sucesso material a única possibilidade de encontrar paz e equilíbrio, mais riscos correremos de ver ruir o frágil alicerce em que apoiamos nosso ego.

Obviamente que necessitamos de recursos para a sobrevivência no mundo material, mas existe uma grande diferença entre buscar o necessário e desejar a acumulação, por acreditar que nela reside a prova de que temos algum valor.

A vida se encarregará, mais cedo ou mais tarde, de fazer com que esta crença se mostre uma grande ilusão. Temos assistido todos os dias inúmeras demonstrações de onde a ambição desmedida pode levar aqueles que buscam no acúmulo de bens o único caminho para construir sua auto-estima.

Para muitos o sucesso já chegou e, no entanto, não trouxe com ele nenhum sentimento de êxtase, paz e harmonia interior. A frustração também pode surgir naquele que já chegou lá e, no entanto, continua a sentir o mesmo vazio e falta de sentido para a vida.

E é somente nesses momentos, quando este sentimento se torna maior do que tudo é que surge a necessidade premente de se voltar para o próprio interior. O encontro com sua essência é a única forma de libertação possível para o ser humano.

“… A frustração vem como uma sombra do sucesso… No Ocidente existe grande frustração porque o sucesso já chegou; tudo que o homem precisou desde sempre está disponível, e não existe qualquer satisfação. O sucesso fracassou – essa é a frustração.

… Sim, você pode se tornar frustrado e ficar violento porque tudo que você esperava fracassou -você foi bem sucedido e nada aconteceu- uma grande frustração surge em você. Você pode se tornar um assassino e pode se tornar um suicida. Mas a outra possibilidade também existe, você pode começar a pensar de uma maneira totalmente nova, pensar que o sucesso não pode estar no mundo exterior, que o sucesso tem que ser algo mais interno, que você estava correndo numa direção errada. A sua direção estava errada, por isso você fracassou.

No Ocidente, por causa da frustração, as pessoas estão se tornando cada vez mais interessadas em meditação, prece e contemplação. Isso também é parte da mesma frustração. A minha observação pessoal é que a pessoa se torna um meditador apenas quando lhe restam duas possibilidades: suicídio ou transformação.

Quando no mundo externo parece haver apenas suicídio e nada mais, a pessoa, então, se volta para dentro. Somente em tal ponto, no pico da frustração, a pessoa se volta para dentro. A volta para dentro não acontece a uma pessoa morna e insensível; ela acontece apenas quando as coisas estão realmente quentes e não mais existe qualquer caminho externo. Todos os caminhos já provaram ser falsos.

Quando você ficou totalmente frustrado com o mundo exterior e todas as jornadas externas, quando toda a extroversão parece não ter mais sentido, somente então surge o desejo, o anseio por uma peregrinação mais interna.

Isso tem sido sempre assim. É apenas nos extremos, quando a vida se defronta com uma crise que a transformação acontece. A água evapora aos cem graus; essa temperatura elevada é necessária.

O Ocidente criou essa temperatura elevada de frustração. Umas poucas pessoas se tornarão violentas, umas poucas se tornarão assassinas, outras se tornarão suicidas, mas a maior parte da humanidade começará a se voltar para dentro”.

OSHO – The Secret

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s